8 de out de 2009

Droga reduz avanço da esclerose múltipla

Matéria Publicada em: 06/10/2009

O tratamento precoce da esclerose múltipla com o Copaxone (acetado de glatiramer) reduziria à metade o risco de progressão até o estado avançado da doença, revela um estudo publicado nesta quarta-feira no site da revista médica britânica The Lancet.

O Copaxone foi testado em 16 países, com 481 pacientes com entre 18 e 45 anos que sofriam de lesões cerebrais detectadas de modo precoce por ressonância magnética.


Em relação ao grupo que recebeu placebo, o Copaxone reduziu em 45% o risco de desenvolvimento de esclerose múltipla "clínicamente definida" por um segundo ataque neurológico.

Além disso, em 25% dos pacientes tratados com Copaxone o tempo de evolução para o estado avançado da doença dobrou (em média dois anos contra um dos que receberam placebo).

O estudo foi realizado durante três anos pelo professor de neurologia Giancarlo Comi, de Milão (Itália).

Em todo o mundo, mais de dois milhões de pessoas sofrem de esclerose múltipla, uma doença neurodegenerativa incurável na qual o sistema imunológico ataca a mielina, a lipoproteína que envolve e isola as fibras nervosas para preservar a qualidade de suas transmissões.


Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/10/06/droga+reduz+avanco+da+esclerose+multipla+8761982.html

Nenhum comentário:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger