19 de jan de 2010

Imunoglobulina no Parlamento Português

PACIENTES PORTUGUESES SOFREM COM MUDANÇA DE MEDICAÇÃO

 Matéria publicada em: 19/01/2010


As mudanças no funcionamento do hospital S. Marcos (em Braga-portugal) e as decisões do conselho de administração, levaram também, na manhã de ontem, dezenas de doentes neurológicos a procurar esclarecimentos sobre a medicação que devem efetuar.

Por decisão do Conselho de Administração, a imunoglobulina humana normal que os doentes faziam foi substituída por outro medicamento, mais barato, e que está a causar reações adversas em alguns pacientes. "Foi-nos dito que não íamos voltar ao medicamento anterior e que era uma questão de tempo até aceitarmos o novo remédio", referiu Sílvia Rodrigues, doente com Miastenia Grave.
Com a ajuda da Associação Todos com Esclerose Múltipla (TEM), foi enviado um documento a todos os deputados eleitos por Braga pedindo-lhes que questionem a ministra da Saúde sobre a legalidade da substituição.

"A administração diz que não há diferença entre os medicamentos mas não é isso que os nossos médicos nos dizem", finalizou Sílvia Rodrigues.

FONTE:
http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1473109

Um comentário:

Anônimo disse...

boa tarde,
sou portador de EM desde 1999 no momento em que soube. e em +/- 2007 o meu médico retirou as Imonugloblinas e depois falei que me sentia melhor com e a resposta foi , desviar o assunto. quero comprar, onde posso comprar.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger