15 de abr de 2010

Genzyme apresenta dados positivos de estudo de fármaco para esclerose múltipla

Matéria Publicada em: 15/04/2010

Novos dados de um estudo clínico apresentados quarta-feira num encontro da American Academy of Neurology revelam que 71% dos doentes com Esclerose Múltipla a tomar o fármaco da Genzyme para a leucemia linfocítica crónica Campath® (alemtuzumab) ficaram livres da doença clinicamente activa em até três anos pós-tratamento, em comparação com 35% dos doentes tratados com Rebif® da Merck KGaA (interferon beta-1a), avança o site FirstWord.

Comentando o estudo, cujos resultados provisórios foram publicados em 2008 no NEJM, o investigador Omar Khan disse que "esses dados iniciais podem definir um novo patamar para os resultados clínicos na Esclerose Múltipla".

No ensaio de Fase II CAMMS223, 334 doentes com Esclerose Múltipla reincidente-remitente foram randomizados para receber uma de duas doses de Campath® dada em dois ou três ciclos anuais de cinco dias ou Rebif® dada três vezes por semana durante três anos.
Depois de quatro anos, 91% dos 122 doentes que tomam Campath® não experimentaram o desenvolvimento de incapacidades por doença, em comparação com 68% dos 36 doentes a tomar Rebif®.

Além disso, 77 por cento dos% que receberam Campath® permaneceram livres de recorrência, em comparação com 49% dos doentes no grupo a tomar Rebif®.

Nenhum comentário:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger