2 de jul de 2011

Mais vitimas da H1N1 no Rio Grande do Sul

Mulher de 55 anos, de Hulha Negra, era diabética e não tinha sido vacinada, é a sétima vitima confirmada.

Uma mulher de 55 anos, de Hulha Negra, na região da Campanha, teve morte por gripe A (H1N1) confirmada ontem pela Secretaria Estadual da Saúde. Além dela, outras 10 pessoas tiveram confirmação da doença no Rio Grande do Sul. Com os novos dados, o Estado chega a 37 casos.

Segundo o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS), a mulher não tinha sido vacinada e era diabética. Ela chegou a ser internada em Bagé. Santa Cruz do Sul, Vera Cruz, Candelária e Rio Pardo, todas no Vale do Rio Pardo somam quatro, um, três e um casos, respectivamente. Além de Hulha Negra, Pelotas apresentou novo paciente. Segundo a Secretaria de Saúde, as autras 10 pessoas tiveram evolução nos quadros.

A chefe da Divisão de Vigilância Sanitária do CEVS, Marilina Bercini, descarta uma epidemia até o momento.

– Outros vírus respiratórios, como o da influenza A sazonal também circulam no Estado – afirma.

Até o momento, o Estado já apresentou 536 casos suspeitos de gripe A (H1N1) – 134 estão sob investigação.

Vacinas:

- Ontem, 140 mil doses de vacina monovalente contra gripe A, que sobraram de campanhas de imunização, chegaram ao Estado. Essas doses serão distribuídas na próxima semana, de acordo com a população das regiões, com ênfase nos locais com circulação da gripe A. A orientação é para municípios que não alcançaram a meta de 80% de imunização de grupos de risco (idosos, gestantes, indígenas, crianças de seis meses a dois anos) e doentes crônicos com receita médica. 

FONTE: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&source=a3373823.xml&template=3898.dwt&edition=17445&section=1003

VACINAR AINDA É A ÚNICA FORMA DE PREVENÇÃO!

Nenhum comentário:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger